A Assembleia Intermunicipal do Cávado aprovou ontem, dia 22 de Junho, o Relatório de Gestão e Contas de 2019 da Comunidade Intermunicipal do Cávado. Nesta sessão, presidida por Joaquim Barbosa, e realizada no auditório Museu D. Diogo de Sousa, foi apresentado o documento que reúne a principal actividade realizada por esta CIM, na qual se destaca a atividade da AITC – Autoridade Intermunicipal de Transportes do Cávado, especialmente na tarefa de planeamento da nova rede de transportes rodoviários do Cávado, e de preparação e abertura dos procedimentos administrativos com vista ao concurso para atribuição de concessões, objetivo integramente conseguido.

O ano de 2019 correspondeu igualmente ao quarto ano de execução do Plano Desenvolvimento e Coesão Territorial do Cávado – PDCT do Cávado, na qual em 2019 se destacou a reprogramação que veio reforçar a dotação total com 10 526 052,79€ para o território da NUT III Cávado.  No total, o PDCT conta atualmente com 57 milhões de euros, distribuídos por diversas intervenções prioritárias, em diferentes áreas, como as infraestruturas escolares, a criação de emprego, eficiência energética, inclusão, educação e formação.

Nesta Assembleia foi também realçado o projeto Minho Inovação, que resulta de um consórcio estabelecido entre as CIMs do Cávado, a CIM do Alto Minho e a CIM do Ave, e enquadrado numa Estratégia de Eficiência Coletiva – EEC, dirigido essencialmente a territórios de “baixa densidade” e ao seu desenvolvimento turístico.  Este projeto tem vindo a realizar um “trabalho exímio na promoção do Minho como destino e marca turística”, conforme referiu o Secretário Executivo da CIM Cávado, Eng.º Luis Macedo, na apresentação que fez do Relatório de Atividades.

A criação do Gabinete Técnico Florestal Intermunicipal, em Abril de 2019, foi também realçado como estruturante na actividade desta CIM, e que se tem afirmado crescentemente entre os seus pares municipais, associativos e institucionais.

O Primeiro Secretário-Executivo, Eng.º Luis Macedo, na sua intervenção realça o desenvolvimento do projeto intermunicipal Ecovia do Homem e Cávado, enquadrado na Estratégia Integrada de Desenvolvimento do Cávado, que projeta a construção de uma infraestrutura de mobilidade suave, concretamente uma ecovia com dois eixos, ligando o mar à montanha, e ligando o Parque Natural Litoral Norte de Esposende ao único nosso Parque Nacional da Peneda Gerês numa extensão total de 73 km. Durante a sua intervenção, alertou os presentes para as dificuldades que tem sido a implementação desta ecovia, sobretudo a nível de financiamento comunitário para a sua totalidade.

Relativamente a área social, foi igualmente referida a importância da Rede Intermunicipal das Bibliotecas de Leitura Pública do Cávado que candidatou o Projeto “Biblioteca Digital do Cávado” ao Programa de Apoio ao Desenvolvimento de Serviços das Bibliotecas Públicas (PADES) promovido pela DGLAB.

Esta Assembleia Intermunicipal contou com a presença de 29 deputados, bem como com a presença do Primeiro Secretário-Executivo, Eng.º Luis Macedo.

O Relatório de Contas de 2019 foi aprovado por maioria, com uma abstenção.

 

 

23 de junho, 2020