A Comunidade Intermunicipal do Cávado entregou, esta semana, a todos os Municípios do Cávado – Amares, Barcelos, Braga, Esposende, Terras de Bouro e Vila Verde, a nova sinalética dos Caminhos de São Bento da Porta Aberta.

Partindo de um desafio lançado pelo Senhor Arcebispo Primaz de Braga, D. Jorge Ortiga e pela Irmandade de São Bento da Porta Aberta, para fomentar e promover “o caminhar em segurança” nos caminhos de São Bento da Porta Aberta, a CIM Cávado e os seus 6 Municípios associados, em parceria com a Irmandade de São Bento da Porta Aberta, promoveram o projeto de valorização e sinalização dos caminhos de São Bento da Porta Aberta na NUT III Cávado.

Atendendo aos vários caminhos de São Bento existentes na NUT III Cávado, foi definida uma rede de Caminhos, constituída por um caminho principal e estrutural que une o território do Cávado, com origem em Esposende até São Bento da Porta Aberta, com cerca de 70 km de extensão, e 3 trajetos variantes, unindo assim os 6 concelhos da NUT III Cávado, num conjunto de aproximadamente 120 km de caminhos identificados.

Neste sentido, a CIM Cávado formalizou uma candidatura ao programa Interreg España-Portugal (POCTEP), que viu aprovada, a qual permitiu o desenvolvimento de uma imagem de marca do caminho, e várias soluções de sinalética direcional, entre painéis informativos a implementar nos caminhos identificados, assim como a reprodução das várias soluções a implementar nos 6 concelhos.

As várias soluções de sinalética já foram disponibilizadas aos Municípios, que avançarão brevemente com a implementação em terreno. Esta sinalética permitirá uma leitura comum dos Caminhos de São Bento da Porta Aberta no Cávado e uma melhor orientação estratégica e em segurança aos peregrinos e caminhantes que o percorram.

Brevemente será ainda disponibilizado um Guia do Caminho que pretende ser um elemento de apoio ao peregrino e caminhante, dando-lhes orientação geográfica, informação sobre pontos de interesse e de apoio, e na interpretação do património religioso e cultural ao longo da rede definida, sendo ainda um elemento de promoção do Caminho de São Bento e para o território do Cávado.

O Guia juntamente com a sinalização implantada no terreno permitirão reforçar a segurança do peregrino e do caminhante, promovendo assim a qualidade da caminhada e também a valorização destes caminhos e do território.

Os Caminhos de peregrinação para São Bento da Porta Aberta têm origem em todo o Minho, com motivação predominantemente religiosa, mas por vezes também lúdica. Os peregrinos e caminhantes que os percorrerem são invariavelmente agraciados com um riquíssimo património cultural e com uma paisagem natural única que culmina no Santuário de São Bento da Porta Aberta, localizado no concelho de Terras de Bouro, em pleno Parque Nacional da Peneda Gerês. Local de culto com uma forte importância religiosa e turística, recebendo, por ano, mais de 600 mil turistas e peregrinos de várias origens.