A produção de energia de uma forma descentralizada é uma tendência com provas dadas no nosso país, sendo que mais recentemente, esta produção passou a ter viabilidade técnica e económica para potências mais baixas, generalizando-se assim a sua implementação. Neste âmbito, têm sido também levadas a cabo iniciativas legislativas, que criam um enquadramento para a miniprodução e para o autoconsumo.

Objetivos: Tendo em conta o contexto da NUT III Cávado, a AEC tem como objetivo potenciar a utilização dos recursos endógenos para a produção de energia, através da realização de ações de sensibilização e a elaboração de estudos de viabilidade necessários.