As cidades de 1º nível referenciadas no PROT, que no caso do Cávado são Barcelos e Braga, têm acesso ao Eixo 5 do NORTE 2020, e para isso precisam de elaborar o PEDU – Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano, que integra 3 planos: dois da responsabilidade dos respetivos municípios (social e de regeneração urbana) e um terceiro plano da responsabilidade da CIM – o PAMUS.

O PAMUS tem obrigatoriamente a dimensão da NUT III e deverá propor um plano de ação com todos os investimentos que os municípios pretendam realizar na vigência do Portugal 2020 na área da mobilidade. Por outro lado, deverão promover a utilização do transporte público, a redução de custos no transporte, o incremento da mobilidade sustentável, especialmente a mobilidade com redução das emissões de Gases com efeito de estufa, entre outros.