O projeto em questão consiste, fundamentalmente, na identificação zonas da NUT III Cávado que não estejam servidas pelos transportes públicos de passageiros e que possam beneficiar de um sistema de transporte de baixa densidade. Este projeto terá um caso piloto antes de ser mais abrangente.

O sistema funcionará expectavelmente com base num modelo de “transporte a pedido”, em que as diferentes solicitações dos utentes são acomodadas. Este tipo de rede implicará certamente a contratualização do serviço com operadores de transporte de passageiros o que corresponderá a um custo adicional para o município. Não obstante, a implementação desta rede significará uma melhoria da qualidade de vida das populações por ela servidas na medida em que registarão um incremento na sua mobilidade. A utilização da rede implicará provavelmente o pagamento de uma taxa moderadora que contribuirá para os custos de operação. Idealmente, a rede será operada com um investimento inicial bastante reduzido e que passará essencialmente por campanhas de sensibilização e informação das populações por ela servidas.