Atendendo à experiencia do município de Esposende na concretização de algumas medidas de contenção de incêndios através de plantações de cortinas corta fogo, isto é, plantações de espécies autóctones resistentes ao fogo (como é o caso das bétulas, cupressus entre outras espécies em perímetros periurbanos) foi lançado à CIM o desafio para desenvolver a disseminação desta prática eficiente e natural.

A CIM Cávado é promotora deste bom exemplo no território, com ações de sensibilização junto dos proprietários, enquadramento estratégico nos PROF e PMDFCI e regulamentação das medidas facilitadoras junto das entidades como ICNF, conjugação de parceiros como AFC, etc.