A Geira Romana Via Nova XVIII tem os troços de via romana em melhor estado de conservação entre todos os existentes na Península Ibérica. Constitui um património de grande valor histórico, cultural e turístico. A paisagem excecional que atravessa e a profusão de marcos miliários que sinalizam o seu percurso contribuem para ser considerada distintiva. Acresce a este valor o facto de passar junto a equipamentos culturais relevantes como o Museu da Geira, no Campo do Gerês, no concelho de Terras de Bouro, contextualizando a via face à rede que cobria todo o Império Romano, explicando a sua relevância e especificidades, quer de construção quer de implantação no território.

Assim, a CIM enceta a recolha e constituição de uma base de informação global sobre todos os aspetos que identificam esta Via, e procurará desenvolver um projeto em rede com todos os municípios e entidades com tutela, ou interessados na promoção da Via, no sentido de contribuir para a construção de um modelo de monitorização, e de um plano de ação que acautele a conservação, valorização e dinamização da Geira Romana na área do território da CIM Cávado.